Oportunidades únicas de EB-5 no Brasil

Rafael Anchia
Managing Director do Civitas Capital,

Rafael Anchia é co-fundador e diretor administrativo do Civitas Capital Group. Por mais de 20 anos, Anchia trabalhou como advogado corporativo nos principais escritórios de advocacia dos EUA. Atualmente exerce cargo de representante do Estado na Assembléia Legislativa do Estado do Texas, onde é presidente do Comitê de Relações Internacionais e Desenvolvimento Econômico. Ele também preside o Caucus Legislativo Mexicano Americano (MALC), o maior caucus latino nos EUA.

EB-5 como uma maneira de viver o sonho americano:

“Muitas vezes as pessoas estão preocupadas com a instabilidade política em seu país, ou estão preocupadas com a segurança, e acho que esses dois aspectos são algo realmente relevante no Brasil. Elas entendem que nos Estados Unidos podem viver em uma cidade bilíngue e bicultural, onde se sentem seguras e onde podem continuar sua carreira. Um lugar onde a economia é boa. Um lugar onde existem redes de amizade e parentesco, bairros inteiros onde há imigrantes como elas que vieram para a América e tiveram sucesso. Há bairros inteiros em lugares como Miami e Orlando, onde as pessoas são totalmente bilíngues em português e inglês. ”

Sobre aqueles que buscam oferecer o sonho americano para seus filhos:

“Muitas vezes, famílias brasileiras querem que seus filhos sejam bilíngues e biculturais e tenham acesso aos mercados brasileiro e americano. A economia do Brasil realmente cresceu ao longo dos anos e ocupa a nona posição do mundo [em termos de PIB nominal]. Mas a economia dos EUA ainda é o maior PIB do planeta. Os brasileiros querem acesso a isso, não apenas para si mesmos, mas também para seus filhos”.

Sobre os benefícios de estudar nos EUA com o visto EB-5:

“Então, você quer que seus filhos estudem nas melhores escolas preparatórias. Mas você também quer que eles possam ir para uma universidade pagando taxas estaduais, como os americanos, ao invés de taxas internacionais, como estrangeiros. Em média, de acordo com o The College Board, as taxas de matrícula para 2017-2018 em uma faculdade estadual estiveram ao redor dos US $ 10.000 para estudantes locais, e alcançaram cerca de US $ 25.000 para estudantes estrangeiros e americanos não-residentes no estado da faculdade. Essa é uma diferença enorme. Além disso, os estudantes na condição de Green Card holder está qualificado para receber ajuda financeira nos EUA para seus estudos e, em geral, está sujeito a taxas de aceitação mais altas como residente”.

Sobre os estudantes que encontram um emprego com um visto EB-5:

“Se você é um estudante internacional com um visto de F1 e se formar em uma universidade americana, só terá três meses para encontrar um emprego. Se você não cumprir esta condição terá que sair do país, o que é bastante desgastante, certo? Então as pessoas geralmente perguntam, e quanto ao visto H1-B? Você pode obter um H-1B, mas o H-1B continua a ser uma categoria de visto muito concorrida, e isso realmente o torna como uma loteria de altas apostas para seus filhos. Apenas cerca de um terço dos candidatos recebem o status H-1B a cada ano. Você tem mais chance de acertar cara ou coroa ao jogar uma moeda do que conseguir um H-1B. Então, achamos muito importante não deixar as coisas ao acaso.”