Por que o Visto EB-5 é melhor que o Visto de Estudante F1

Os Estados Unidos continuam a ser um dos melhores locais para estudantes que procuram uma  excelente educação, seja na graduação ou pós-graduação. Para aqueles que se qualificam, o programa de visto de investidor EB-5 oferece muitas vantagens adicionais em relação ao tradicional visto de estudante F-1.

Tradicionalmente o visto EB5 tem sido utilizado amplamente por investidores chineses e indianos que desejam que seus filhos morem legalmente nos EUA não somente para estudar como principalmente para terem uma real oportunidade de carreira profissional naquele país. 

Já no mercado brasileiro, investidores qualificáveis para o Visto EB-5 tem utilizado do visto F1 para imigrar aos EUA, porém logo percebem as restrições e exigências do mesmo.

A boa notícia é que existe uma solução inteligente, pois, mesmo residindo com o visto F1, pode-se aplicar para um Visto EB-5, ocorrendo uma mudança de status quando da aprovação do mesmo, sem sair dos Estados Unidos. 

Em primeiro lugar, os especialistas reconhecem que o programa de visto de investidor EB-5 é uma alternativa superior ao tradicional visto de estudante F-1, especialmente porque com este visto os estudantes podem desfrutar dos benefícios reduzidos oferecidos pelas universidade públicas em suas matrículas. Dependendo do número de estudantes na família, universidade pública escolhida e curso desejado, com o visto EB-5, pode-se obter uma economia substancial no custo dos estudos universitários de seus membros. 

Os alunos podem continuar a residir e trabalhar permanentemente nos EUA durante e após a formatura, sem restrições, pois não há limitações de trabalho no âmbito do programa de visto EB-5.

Estudantes que aderem a este programa não precisam de nenhum patrocínio de empresa anfitriã, e por isso mesmo tem uma vantagem competitiva sobre outros estudantes internacionais na hora de pleitear uma vaga de emprego. No caso do visto EB-5, é o investimento familiar que patrocina o estudante na obtenção do seu Greencard. 

O Programa EB-5 está vigente desde 1990 como uma oportunidade para o imigrante e sua família obter residência permanente para os EUA. O Investidor EB-5 recebe praticamente os mesmos benefícios que qualquer cidadão dos EUA, e a família terá as oportunidades disponíveis para seus filhos e futuras gerações. Atualmente a exigência básica é que o imigrante invista um valor mínimo de US$ 500.000 em um novo negócio que crie pelo menos dez empregos americanos de longa duração, beneficiando todos os membros da família direta (cônjuge e filhos solteiros menores de 21 anos). Além disso, o próprio estudante pode ser o investidor, caso sua família não deseje imigrar. 

Os centros regionais são entidades que trabalham no dia a dia com projetos qualificados para cumprir com o regulamento do programa e, destas forma, o investidor pode seguir estudando, morando e trabalhando onde desejar, enquanto o projeto escolhido trabalha pelo seu visto, em outra parte do país. 

Outra opção é a mãe ser a investidora, com os filhos dependentes, enquanto o pai do estudante ainda não estiver interessado em obter o green card. Com isso, o estudante dependente também pode entrar em uma universidade de sua escolha sem restrições impostas aos estudantes estrangeiros.

Além disso, o investidor obtém retornos sobre seu investimento no período do investimento e, pode recuperar o valor aplicado ao final do processo imigratório, estimado em 5-6 anos. 

O investidor pode escolher entre uma lista de projetos para investir, sendo que ao escolher um bom projeto, deve observar as premissas de risco x retorno, ou seja, quanto menor risco menor retorno: o que pode ser bem positivo, considerando que o objetivo final é obter o Green card de forma mais segura possível e a devolução do principal investido.  

O maior benefício, no entanto é a liberdade que se adquire, ao poder prosseguir sua educação nos EUA, de forma  mais fácil e com excelentes perspectivas futuras de carreira profissional, podendo inclusive obter a cidadania americana em um futuro próximo, após cinco anos com o green card. 


O que é o EB-5?
O Serviço de Cidadania e Imigração dos EUA (US Department of Homeland Security) administra o “Immigrant Investor Program”, também conhecido como “Programa EB-5”, criado pelo Congresso em 1990 para estimular a economia dos EUA através da criação de emprego e investimento de capital produtivo por parte de investidores estrangeiros.

No âmbito de um programa piloto de imigração promulgado pela primeira vez em 1992, alguns vistos EB-5 são reservados para investidores em Centros Regionais, credenciados junto ao USCIS,  com base em propostas de promoção do crescimento econômico regional. 


Todos os investidores EB-5 devem investir em uma nova empresa comercial, que exercerá uma atividade produtiva e geradora de empregos e renda. Neste sentido, não são aceitos investimentos que inclui atividades não comerciais, como possuir um imóvel residencial.

Como requisito mínimo, o programa prevê criação de pelo menos 10 empregos em tempo integral para trabalhadores qualificados nos Estados Unidos, por um período de dois anos . No caso de capital investido em uma empresa comercial afiliada a um centro regional, existe a vantagem de computar-se, além dos empregos diretos reais e identificáveis, os empregos indiretos gerados pelo impacto econômico do projeto. 


EB5 PARA BRASILEIROS 
é uma empresa brasileira que atua na educação imigratória organizando eventos informativos e reuniões privadas para explicar o funcionamento do Programa de Vistos EB5, conectando os investidores brasileiros com os centros regionais mais experientes e advogados de imigração especializados neste tipo de visto.